BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

sábado, 6 de junho de 2009

A dor de uma saudade...


Você saiu de cena do mesmo jeito que entrou: quietinho, devagarinho...sem precisar de platéia ou palco, pois nasceu para o anonimato. Ser anônimo não significou passar despercebido. Foi amado demais, mas não sei se amou. Perdeu a chance de um grande amor, perdeu a oportunidade do sim e foi obrigado a viver no não.


Deixou bens? Foi a última pergunta. E a resposta veio rápida dos lábios trêmulos da saudade que já consunia o coração: não...só o nome.


Era João, mas poderia ser José. Era Batista, como que com a missão de oferecer a todos o exemplo da redenção, do batismo para o novo, para o que deveria ser de certo e digno. No jeito irritantemente humilde, ensina a verdadeira lição de amor ao próximo: vivia para servir.


Amigo era uma definição pejorativa para definir o que oferecia de melhor ao seu semelhante. Era fiel, leal, sempre do mesmo jeito alegre em todas as intempéries da vida. Tudo sempre bom. Nunca fazia calor demais ou frio excessivo. Tudo era na medida e nunca tema para reclamações exageradas.


Quadro de moldura pobre na parede encardida relembrando um tempo perdido que desejava encontrar. Talvez tivesse desejado fazer tudo de novo, reverter o tempo a seu favor e não ter escutado as românticas do Roberto Carlos. Não sei...e agora mesmo é que nunca vou saber. O que testemunhei foi a criatura doce e sempre disposta a ajudar. Sempre com um sorriso nos lábios. Nunca reclamou de nada. Nunca acordou de mau humor. Nunca levantou a voz para dizer o que realmente sentia ou o que ia por dentro de seu coração.


Morreu e nem viu, assim como nem viu a vida passar...e passou tão rápida que nem deu tempo para dizer adeus.


Para quem não o conhecia, era mais um que atrapalhou o trânsito em uma hora imprópria. Para mim esse anônimo era único e especial...era o "Jolita" que quando não me via nos finais de semana me dizia que a roça sem mim não era a mesma coisa. Agora sou eu quem falo pra você, meu amigo: a roça sem você nunca mais será a mesma...Paz!!!

4 comentários:

Anônimo disse...

Então tá !!!!!!!! Tô no céu de carmim,verde e branco. Muito branco, a PAZ que sempre emanei...

ADRIANE disse...

Sem palavras Lindona, disse td, os olhinhos tão cheinhos de lagrimas!!!É

Dorinha Junqueira disse...

Amiga querida, obrrigada por suas palavras sensiveis de sempre! Que Deus esteja com vc também, te trazendo paz e luz, principalmente nesse momento triste de 'perda'..Que Deus possa te confortar..
Obrigada pela visita e volte sempre

disse...

Nossa eu não conheci essa pessoa, e imagino que tenha sido muito, muito especial pra ganhar tal homenagem, não cohei essa pessoa, mas me emocionei lendo este teu texto...